Câmara Municipal de São Carlos

Marquinho Amaral, Gustavo Pozzi e Diretoria de ensino apresentam Parlamento Jovem em “live” para estudantes de escolas estaduais

Foi realizada nesta quarta-feira, (21) realizada uma “live” na Câmara Municipal, transmitida pelos canais oficiais do Legislativo (Youtube e TV aberta), para apresentação do Parlamento Jovem São-carlense, edição de 2024, para os estudantes das escolas estaduais do ensino médio. Com participação do presidente da Câmara, Marquinho Amaral, do vereador Gustavo Pozzi e de Ana Paula, representante da dirigente regional de Ensino, Débora Costa Blanco, o evento ofereceu importantes informações sobre o programa.
 
O vereador Gustavo Pozzi  informou que na primeira etapa as escolas encaminharão dois projetos de lei e a Diretoria de Ensino selecionará os 21 melhores, que serão apresentados pelos alunos e seus assessores, também 21, no Plenário da Câmara,nos dias 13, 14 e 15 de março, das 14 às 16h.
 
O Legislativo disponibilizará transporte, lanche e camisetas para os participantes. Durante a live, o vereador explicou o procedimento para elaboração dos projetos de lei, temas que podem ser abordados, partes essenciais de uma proposição e quais os documentos necessários para a inscrição dos alunos.

Pozzi, como autor do projeto juntamente com o vereador Paraná Filho (hoje na função de secretário municipal de Agricultura), declarou que o Parlamento Jovem oferece aos estudantes a oportunidade de vivenciarem na prática uma jornada legislativa jovem, que muito se assemelha ao processo legislativo real.

Ele fez questão de reiterar que a realização do Parlamento Jovem só é possível graças à Diretoria de Ensino: “A Câmara tem boa vontade, estrutura, tem como fazer, mas a Diretoria de Ensino tem a matéria prima, os alunos, que vão receber formação e ter oportunidade de vivenciar o momento do que é o parlamento”. O vereador estendeu os agradecimentos aos diretores, vice-diretores e professores das escolas, que vão ajudar os alunos a elaborar os projetos.

Na abertura da “live”, o presidente da Câmara, Marquinho Amaral, enalteceu a participação das escolas ao fazer uma explanação inicial sobre a importância do programa, no qual serão selecionados 21 projetos de lei  que serão defendidos pelos estudantes em plenário. Marquinho enfatizou a importância da parceria entre a Câmara e a Diretoria de Ensino, o caráter cívico do Parlamento Jovem que, a seu ver, estimulará a participação dos jovens na política da cidade.

Ana Paula Matsumolo, em seu pronunciamento, lembrou que em edições anteriores estudantes de São Carlos chegaram até a fase final do Parlamento Jovem em Brasília. Ela afirmou que se trata de “um momento de cidadania e democracia, no qual os estudantes têm a oportunidade de olhar para o entorno da escola, para o bairro e para o município para propor projetos de lei que possam melhorar a qualidade de vida dos munícipes”.

Ao finalizar, Gustavo Pozzi apontou para o aspecto educativo do Parlamento Jovem, que permite  “uma melhor compreensão do que é a política e toda a ação pública que tem como finalidade o bem comum”. E acrescentou: “Para que assim seja é necessário que pessoas boas ocupem o espaço público, entendendo a política é o local de transformar a sociedade”.

Fotos
Marquinho Amaral, Gustavo Pozzi e Ana Paula, representante da dirigente regional de ensino Débora Blanco, durante live sobre o Parlamento Jovem