Câmara aprova projeto de Marquinho e Coronel Edélcio Leme de Almeida será nome de Base Avançada da GM
11/10/2017
 
A Câmara Municipal aprovou na sessão plenária desta quarta-feira (11), o projeto de lei Nº 290, do vereador Marquinho Amaral (PMDB), estabelecendo que a Base Avançada 24 horas da Guarda Municipal, localizada no antigo Velório Municipal passa  denominar “Coronel Edélcio Leme de Almeida”. Trata-se de uma homenagem ao falecido ex-comandante da 4ª Companhia de Policiamento de São Carlos, hoje 38º Batalhão da Polícia Militar do Interior.
 
Coronel da Polícia Militar do Estado de São Paulo, natural de Parapuã (SP), Edelcio nasceu em 28 de maio de 1945, tendo se formado músico e técnico em contabilidade, profissões que exerceu na capital paulista, onde no final dos anos 1960 realizou apresentações musicais acompanhando orquestras e artistas. Na época formou-se Aspirante a Oficial pela Escola de Oficiais do Barro Branco da então Força Pública do Estado de São Paulo. Realizou curso de Bombeiros para Oficiais e entrou para o Corpo de Bombeiros, instituição  pela qual tinha um carinho especial.  
 
Nos anos de 1972 e 1973 como tenente esteve presente e ativo nos incêndios dos Edifícios Andraus e Joelma, onde ajudou a salvar centenas de vidas. Em 1974, foi convidado pelo governo japonês para ministrar cursos e palestras nos Corpos de Bombeiros de diversas cidades daquele país, como Tóquio, Kobe e Osaka. Ainda realizou estágios nos Corpos de Bombeiros de Los Angeles, Las Vegas, São Francisco e Hawai nos Estados Unidos, Hong Kong na China, Bangcok na Tailândia, Nova Delhi na Índia, Teerã no Irã, Roma na Itália, Frankfurt na Alemanha, Bruxelas na Bélgica, Londres na Inglaterra e Paris na França.
 
Exerceu o Comando das Estações de Bombeiros, do Aeroporto de Congonhas, de São Caetano do Sul, Santo André, São Bernardo do Campo, Osasco, São Carlos, Araraquara, Ribeirão Preto e São José do Rio Preto. De 1980 até 1984 foi comandante da então 4ª Companhia de Policiamento de São Carlos, hoje 38º Batalhão da Polícia Militar.
 
Em seguida foi Oficial de Gabinete da 3ª Seção do Estado Maior da Policia Militar do Estado de São Paulo, Comandante do 2º Batalhão de Policiamento Rodoviário de Bauru e Comandante do 37º Batalhão de Policia Militar de Rio Claro.
 
 “Dedicado, exigente e muito detalhista, tinha muito capricho por qualquer atividade que exercia, desde a simples preparação da deliciosa e famosa feijoada, passando pela sonoridade das notas do piano, o acolhimento e comprometimento com a sua família, filhos e esposa, à profissão de Bombeiro, chefe de escoteiros e maçom, onde exerceu com maestria diversos cargos”, afirmou Marquinho Amaral na justificativa do projeto.
 
Casado com Sônia Aparecida de Almeida, teve três filhos. Coronel Edélcio foi iniciado na maçonaria em 12 de maio de 1978 na ARLS Luz do Oriente, na cidade de São Caetano do Sul. Anos depois se encantou com Rito Adonhiramita e dedicou sua vida a edificá-lo na região da alta paulista e no novo oeste paulista. Foi elevado a Companheiro em 22 de fevereiro de 1979 e exaltado a Mestre Maçom aos 26 de julho de 1979, na mesma Loja. Faleceu em 20 de março de 2013, aos 68 anos.

Rua 7 de setembro nº2078, Centro - São Carlos/SP

Segunda a Sexta-feira das 8h às 18h

(16)3362-2000 0800-771-1987